Financiamento coletivo no Brasil – Blog do Catarse

Geral / Mundo Crowd / Novidades Catarse

R$60 milhões apoiados a criadores independentes no Catarse

Desde 2011, mais de 390.000 pessoas já apoiaram pelo menos um projeto no Catarse, dando a oportunidade para mais de 4500 ideias saírem do papel. Todo esse movimento da comunidade nos fez alcançar uma importante marca nesse mês: ultrapassamos os R$60 milhões destinados a criadoras e criadores independentes no Catarse. Um recorde do financiamento coletivo brasileiro.

Mas financiamento coletivo não é só sobre dinheiro. É sobre pessoas. É sobre oferecer aos criadores a oportunidade de investir mais tempo de suas vidas fazendo aquilo que os enchem de tesão. É sobre proporcionar aos apoiadores a chance de construir ativamente uma comunidade que está revolucionando a forma de viabilizar projetos no Brasil. Continue reading

Dicas de Campanha / Histórias de Projetos

Um blog que virou livro: entrevista com o criador do Blog ‘Do Seu Pai’

Pedrinho Fonseca é pai, escritor, fotógrafo. Desde 2013 ele deposita no blog Do Seu Pai cartas para seus filhos: João, Irene e Teresa. Esse espaço, que mobiliza pais e mães pelo Brasil afora e adentro, acabou criando uma comunidade de debate, discussão e apoio. Perguntavam se ele faria um livro com os textos e fotos do blog. Ele dizia que sim. E convidou as pessoas a fazerem junto com ele. E fizeram. Continue reading

Mundo Crowd / Novidades Catarse

O Catraca Livre vai doar R$1 para cada R$1 doado para a Agência das Periferias no Catarse

O Catraca Livre anunciou essa semana o lançamento do ‘Catraca Empodera’, uma iniciativa que visa apoiar novos coletivos de mídia em suas campanhas de financiamento. O primeiro projeto escolhido por eles é a Agência Mural de Jornalismo das Periferias, que está com uma campanha no Catarse.

Todos os apoios realizados a partir do dia 27 de abril ao projeto serão dobrados pelo Catraca. Isso mesmo. Para cada R$1 destinado ao projeto, eles irão colocar outro R$1. Uma forma de matchfunding simples, direto e sem burocracia que o Catraca encontrou para reforçar a missão deles, que é usar a comunicação para empoderar cidadãos.

Continue reading

Dados

Infográfico: Jogos e quadrinhos ultrapassam R$7 milhões arrecadados no Catarse

O financiamento coletivo ocupa um importante espaço dentro da produção geek no Brasil. Desde 2011, inúmeros projetos já passaram pela nossa plataforma e foram apoiados por quase 60 mil apaixonados por esse universo. De lá pra cá, o Catarse deixou de ser visto como um simples mecanismo de financiamento para se tornar uma ferramenta de comunicação e marketing com a comunidade de apoiadores, sendo um alicerce importante para o lançamento de novos quadrinhos, livros e jogos. Continue reading

Dicas de Campanha / Histórias de Projetos

Infância livre em fotos: entrevista com os criadores do Retrato pra Yayá

Irmina Walczak e Sávio Freire, parceiros na vida e na fotografia, criaram um diário fotográfico sobre a filha Yasmin e sua infância vivida à moda antiga: livre de consumo, televisão e tecnologia e próximo às pessoas queridas e à natureza. No Catarse, juntaram mais de R$60.000 com a ajuda de 343 pessoas para viabilizar o livro Retratos pra Yayá, que é uma celebração às suas convicções, buscas e arte.

Nós batemos um papo com eles, por conta da nossa página especial sobre Publicações de Livros e Revistas Independentes, onde dividiram conosco o porquê de escolher o financiamento coletivo, os desafios de se publicar um livro independente com a ajuda direta de seus leitores e os aprendizados gerados nessa jornada. Continue reading

Geral / Mundo Crowd

#FicaFIQ

O Festival Internacional de Quadrinhos completa 20 anos em 2017 e é o principal evento de Quadrinhos do Brasil, reunindo a cada dois anos, na cidade de Belo Horizonte, quadrinistas, editores e, especialmente, o público de leitores.

Aqui no Catarse temos uma relação especial com o FIQ: no festival de 2011 foi lançada a primeira HQ financiada coletivamente no Brasil: Achados e Perdidos, do Damasceno e do Garrocho. Este foi o pontapé para o início da construção de comunidade de apoiadores e realizadores no Catarse.

Desde então, 272 novos quadrinhos foram viabilizados no Catarse com o apoio de 40 mil pessoas. Juntas, elas contribuíram com R$4,8 milhões. E esses números continuam subindo.

Em 2015, no último FIQ, arrepiamos quando ouvimos da boca do Mauricio de Sousa: “Onde estava o Catarse quando eu comecei?”.

Na última semana, a prefeitura de Belo Horizonte, responsável pela maior parte orçamento do evento, não incluiu o FIQ na verba de cultura para o município em 2017, tornando real a possibilidade do festival não acontecer esse ano.

Acreditamos em espaços que possibilitem uma troca direta entre artista e público. E por isso, fazemos coro com os artistas e entusiastas que se posicionaram: #FicaFIQ!