Financiamento coletivo no Brasil – Blog do Catarse

Dicas de Campanha / Histórias de Projetos

Diário de Campanha 2: Planejamento e divulgação

Estamos de volta com a nossa série que traz informações fresquinhas para quem planeja uma campanha catártica. Se você não leu o primeiro post, é só clicar aqui para acessá-lo e entender como vai funcionar esse diário sobre a preparação e a campanha do Mola 2. Na semana passada a gente aproveitou e também fez uma live no facebook com o Márcio, realizador do projeto, para mostrar os bastidores desse Diário de Campanha – e pra vocês conhecerem a cara dele também.

Como prometido, de agora em diante vamos ser mais mão na massa e compartilhar por aqui quais foram as ações feitas nessa preparação para o lançamento da campanha.

Organização: o planejamento do planejamento

O começo da semana foi para organizar as tarefas que devem ser feitas até o lançamento da campanha. Isso é super importante porque dá mais clareza sobre o que ainda se tem pelo caminho e diz se a distribuição pensada semana a semana é realista: se a equipe da campanha tem braço suficiente para o trabalho necessário.

Para essa organização, o Márcio utilizou o gestor de tarefas Trello. Pra quem não conhece, o Trello é uma plataforma na qual você cria listas de tarefas que podem ser divididas por tema, responsável, etapa de projeto, etc… Ele te ajuda a visualizar as etapas e as tarefas dentro delas, vendo o que já foi feito, tornando mais fácil reprogramar as tarefas e tudo mais. Como seu fosse uma parede cheia de post-its com as tarefas escritas que você vai organizando.

O Márcio definiu as colunas como sendo as semanas que faltam para a campanha ser lançada, já em ordem decrescente: semana 5, 4, 3, 2, 1. Dentro de cada coluna, ele introduziu cada tarefa em um card (como se fosse o post-it da parede).

Captura de Tela 2016-10-18 às 12.13.34.png

A dica de ouro aqui é: invista em planejamento. Ele será um bom mapa para que a condução de sua campanha seja menos caótica e mais efetiva. Se você quiser experimentar o Trello para gerenciar sua campanha, vai adorar saber dessa novidade: lançamos em parceria com eles um quadro que te ajuda a planejar uma campanha de financiamento coletivo em 6 semanas. Você pode usá-lo gratuitamente acessando essa página aqui.

Foco na divulgação – sim, divulgação antes da campanha

Se você acessou nossa board no Trello e deu uma olhadinha na imagem aqui de cima, vai ver que elas são bem diferentes. Isso porque o Marcio, com todo a experiência que tem, já agilizou muita coisa da campanha como descrição, recompensas e tudo o mais. Por isso, nesse momento já tem muita coisa na agulha e o foco agora é divulgação.

Os testes com anúncios que devem ser feitos na Semana 3 servirão para entender qual comunicação funciona para cada um dos públicos-alvo que do Mola. Dessa maneira, durante a campanha, é possível dar tiros mais certeiros para conseguir apoios. Já as duas última semanas servirão para colher feedback com futuros apoiadores e parceiros, para fazer os ajustes finais na página.

O contato com a imprensa está planejado para ser feito antes da campanha ir para o ar, buscando ter uma boa divulgação para os primeiros dias. Sem essa antecedência, corre-se o risco tanto de ficar muito em cima para conseguir uma pauta até a pauta perder o valor para alguns meios de divulgação.

A efetividade das landing-pages

Na semana 4, as principais ações do Márcio envolviam divulgar a landing page do Mola 2.

A landing page é uma página web que permite a você capturar informações de um visitante através de um formulário. Em uma campanha de crowdfunding, ela serve tanto para medir o interesse das pessoas como para coletar emails para engajar possíveis apoiadores do seu projeto.

Além disso, a landing page te ajudará a avaliar se a comunicação do seu projeto está efetiva. Se poucas pessoas demonstrarem interesse e cadastrarem seus emails, é indicativo de quem tem algo que pode ser melhorado: sua proposta de valor, o preço do seu produto, sua estratégia de comunicação.

Para a divulgação da landing page foram feitas 4 ações:

1. Envio de email marketing para pessoas cadastradas no site do Mola

Sem muito segredo aqui, afinal, a pessoa deixou o email dela no site para saber as novidades do Mola.

2. Post na página do Mola no facebook, impulsionado depois de 24h da postagem

Captura de Tela 2016-10-14 às 16.48.42.png

Mais de 40% dos apoios que acontecem no Catarse vem de pessoas redirecionadas pelo Facebook. A rede social do Zuckerberg tem muita força no Brasil e tem que ser aproveitada.

A estratégia utilizada foi fazer uma postagem que deixasse bem claro que um novo kit estava no forno, já falando que o lançamento seria logo logo no Catarse.

Quando o alcance orgânico começou a diminuir, o post foi patrocinado para que ele pudesse atingir mais pessoas da rede do Mola.

3. Envio de Novidade para os apoiadores do Mola 1

As Novidades são atualizações sobre o seu projeto que você posta na plataforma do Catarse, que dispara automaticamente um email com a mensagem para todos os seus apoiadores. Elas são o melhor meio de contato para falar com todo mundo que te apoiou e podem ser usadas durante e depois da campanha. (Dá uma olhada nessas dicas preciosas para usar as novidades da melhor maneira.)

O Márcio usou a novidade não só para divulgar o Mola 2 para quem apoiou o primeiro projeto. Aproveitando o engajamento das pessoas que fizeram o primeiro Kit Mola sair do papel, ele convocou todo mundo para compartilhar a landing page.

Captura de Tela 2016-10-14 às 17.30.17.png
4. Atualização da página do Mola 1 no Catarse

Muitas pessoas que buscam informações sobre o Mola no Google acabam acessando a página do Mola 1 no Catarse, que está melhor rankeada no site de busca. Para aproveitar esse tráfego, o Márcio atualizou a página de campanha do kit 1 para que todas as pessoas que acessarem também saibam que o Mola 2 será lançado em breve e, claro, para direcioná-las para a landing page.

Captura de Tela 2016-10-14 às 17.31.18.png

A partir dessas 4 ações, um insight valioso é: procure deixar a informação sobre o seu novo projeto visível para todo mundo que possa estar interessado nele. E crie meios de conseguir o contato dessas pessoas.

Nem só de landing pages vive o homem

Outra ação realizada nesta semana foi o planejamento de palestras para serem feitas em universidades ao longo da campanha. Professores e estudantes fazem parte de um dos públicos-alvo do Mola e pela experiência da campanha do Kit 1, estas palestras geram retorno no dia em que são feitas.

Por ter uma rede de contato forte em Belo Horizonte, onde Márcio fez pós-graduação, ele decidiu começar os contatos pela capital mineira e já agendou algumas palestras entre os dias 16 e 18 de novembro, na segunda semana de campanha. Palestras e eventos presenciais são uma estratégia relevante para manter sua campanha aquecida depois da semana de lançamento.

Para aumentar a conversão de pessoas que assistem a palestra em apoiadores, ele também fará flyers com o links personalizados para entregar aos alunos e professores. Dessa maneira, ele poderá ver no Painel de Origem de Apoios quantos apoiadores vieram de cada palestra.

É só o começo…

Ufa de novo! Como já havíamos falado na 1ª página do Diário de Campanha: dá trabalho fazer uma campanha bem planejada! Espero que essas dicas ajudem você na sua jornada pelo financiamento coletivo.

Semana que vem voltaremos com as últimas novidades dos bastidores do Mola 2!