Financiamento coletivo no Brasil – Blog do Catarse

Geral / Histórias de Projetos

Uma saga de desafios e vitórias: recordista do Catarse, Mola é lançado!

Márcio Sequeira, criador do Mola, em evento de lançamento

Márcio Sequeira, criador do Mola, em evento de lançamento

“Eu esperei muito tempo por esse dia”, pronunciou Márcio Sequeira, visivelmente emocionado, diante da plateia que aguardava o lançamento do Kit Estrutural Mola, no dia 10 de setembro no auditório do Centro Universitário Belas Artes, em São Paulo. Dizer que o projeto foi um marco no financiamento coletivo no Brasil seria pouco. Afirmar que foi a maior arrecadação do Catarse também. Talvez alguns números ajudem a dimensionar o que foi o Mola: projeto que captou R$ 603.764 com a ajuda de 1583 apoiadores em 45 dias de campanha. Ainda assim, seriam apenas números, se não existisse uma grande história por trás.

Desde pequeno (veja foto abaixo), Márcio foi muito influenciado pelos pais e isso guiou sua fala ao longo da apresentação. O pai, engenheiro mecânico, trabalha com estruturas, e a mãe é professora de física e matemática. Como contamos nesse post, o Mola não foi criado da noite para o dia. O projeto que revolucionou a maneira de estudar e ensinar o comportamento das estruturas levou mais de uma década para ficar pronto.

Foto Marcio Sequeiram2

Foram várias etapas. Pesquisar materiais, experimentar modelos, validar hipóteses até, com tudo bem encaminhado, sofrer com a falta de financiamento. Investidores não acreditavam no potencial do produto, diziam que era limitado a um público muito específico. Até que Márcio descobriu o crowdfunding. Depois de estudar o mecanismo por um ano, lançou sua campanha e logo a previsão pessimista dos investidores se mostrou equivocada. O projeto bateu a meta de R$50.000,00 em apenas três dias! Justamente quando Márcio completava 34 anos.

Como sabemos, ao final de 45 dias, a campanha atingiu 1207% da meta. O que talvez você não saiba é que nem um incêndio foi capaz de abalar as estruturas do Mola. Em abril deste ano, duas semanas da chegada prevista das peças ao Brasil, o navio que trazia os ímãs do kit pegou fogo e teve que parar na África para realização de reparos e verificação das cargas. Felizmente, o compartimento que continha as peças escapou ileso. Outro imprevisto, também superado, foi a alta do dólar, que pegou Márcio de surpresa. O orçamento feito em julho de 2014 havia mudado e foi preciso um grande esforço para produzir tudo conforme o planejado.

incendio

Navio que trazia ímãs do Mola sofreu incêndio

Porém, boas surpresas não faltaram ao longo dessa travessia. Márcio foi o vencedor do Prêmio Brasil Criativo na categoria Design, além de ter participado de eventos como o Creative Business Cup. O Mola foi ficando cada vez mais colaborativo, o que culminou em encontros abertos para discutir o livro que acompanharia o kit de peças. “Foi muito mais legal fazer o projeto com vocês do que com uma única empresa ou um único investidor”, relatou Márcio para as mais de cem pessoas no auditório.

O futuro promete. Além dos mais de mil kits a serem entregues como recompensas do projeto de crowdfunding, Márcio não para de receber e-mails e mensagens pelo Facebook de pessoas interessadas em adquirir seu produto. Boas notícias para todos: os kits de apoiadores Catarse já estão sendo entregues, e acaba de ser lançada a pré-venda do produto no site do Mola. A entrega para quem adquirir o kit pela pré-venda está prevista para dezembro desse ano. “Quase não durmo de tanto trabalho, mas estou muito feliz”, concluiu Márcio, num misto de celebração e desabafo.

Equipe Catarse adquiriu um dos kits

Equipe Catarse adquiriu um dos kits