Financiamento coletivo no Brasil – Blog do Catarse

Geral / Novidades Catarse

O canal do Pimp My Carroça e um financiamento coletivo mais sistemático

PimpSP_PorLostArt

“Meu sonho mesmo é que o Pimp My Carroça seja um marco histórico que servirá para questionar e mudar o descaso da sociedade em relação aos catadores e o destino de incontáveis toneladas de materiais recicláveis que desperdiçamos diariamente” disse o artivista Mundano em meados de 2012. Dois anos depois do primeiro projeto no Catarse, já dá pra dizer que o sonho do grafiteiro não está longe da realidade.

O Pimp My Carroça é um movimento social, cultural e ambiental que tem como objetivo dar visibilidade aos catadores de materiais recicláveis. A proposta é fazer uma reforma estrutural e instalar itens de segurança nas carroças, que depois são “pimpadas” por artistas e grafiteiros.Enquanto isso, os catadores passam por atendimentos nas áreas de saúde e bem-estar em um dia de muita música e vivência cultural.

O movimento realizou ações em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, “pimpou” as carroças de 166 catadores e contou com a participação de mais de 750 voluntários, 200 grafiteiros e milhares de doadores. Mundano tornou-se um TED Fellow e em outubro vai contar a história do projeto para todo o mundo.

É essa vontade de espalhar o impacto positivo do Pimp por aí que nos levou a pensar numa forma de engajar essa rede formada com o intuito de ajudar os catadores do país de forma mais sistemática.

Lançamos hoje o Canal do Pimp My Carroça no Catarse. É um espaço fortalecido pelas estruturas da plataforma dedicado a projetos que têm como finalidade ajudar os catadores. O primeiro grande foco do canal é o PIMPEX, uma mini-edição do projeto organizada independentemente e que dará aos entusiastas do movimento de todo o Brasil autonomia para “pimpar” carroças em qualquer lugar.

Vai funcionar assim: o entusiasta inscreve um catador no canal no Catarse e ali será aberta uma campanha de financiamento coletivo. Lá, ele terá 15 dias para juntar R$ 500, o dinheiro necessário para a ação. As recompensas para os apoiadores dos PIMPEX serão camisetas, adesivos, gravuras e agradecimentos. Quando bater a meta, receberá pelo correio o KIT PIMPADOR, com todo o material necessário para a produção, além de itens de segurança que possam auxiliar o trabalho do catador, como capa de chuva, calça e camiseta com tecido reflexivo, caneca, luvas, corda, buzina, retrovisor, faixas refletivas, adesivos, saco de ráfia, balança portátil, óculos de sol, canetas coloridas, e outras surpresas. 

Canal Pimp

Acreditamos que os canais podem ajudar quem queira formar, trabalhar e expandir comunidades ao redor de propostas específicas e focadas no financiamento coletivo de projetos da temática.

Na prática, é um espaço fortalecido pelas estruturas do Catarse, com possibilidades de personalização, para facilitar a construção e a gestão de redes de seguidores para realizar e apoiar vários projetos ao longo de um determinado período de tempo.

Será possível interagir diretamente com seguidores através das novidades, convidar projetos já existentes na plataforma para fazer parte do seu canal e abrir espaço de divulgação para parceiros e patrocinadores.

Tudo isso, com o Catarse mantendo um atendimento de qualidade aos realizadores, cuidando de todas as transações financeiras e criando mecanismos que potencializem ainda mais a viabilização de projetos criativos no Brasil

Além do Pimp, estamos experimentando tipos diferentes de canais:

Wings for Change: Braço social da Red Bull, o canal quer dar asas para quem quer mudar o mundo. Funciona no modelo gatilho. Quando um projeto transformador, criativo e inspirador alcança 80% da arrecadação, eles completam os 20% finais. No primeiro ano do canal, foram  gatilhados 24 projetos, que tiveram apoio de 4.137 pessoas e alcançaram recursos no total de R$ 428 mil.

Eu Maior: Canal para distribuição do filme Eu Maior. Em parceria com a rede Cinemark, cada projeto era para levantar os custos mínimos da exibição do longa em uma cidade.  

O Sujeito: canal de financiamento coletivo para jornalismo livre e independente

Os canais ainda são um meio em desenvolvimento. O momento agora é de vivê-los na prática, colher feedbacks de realizadores e gestores e aprimorá-los. Essa iniciativa carrega um dos nossos principais esforços de inovação no modelo do financiamento coletivo no Brasil e no mundo. Esperamos com ela levar a ferramenta para cada vez mais pessoas e multiplicar o impacto em diversas cadeias produtivas do país.

P.S: Os canais do Catarse evoluíram para os perfis de usuários, onde agora também é possível reunir os projetos que você apoia e realizar uma série de alterações para customizar sua página. Leia mais aqui.