Financiamento coletivo no Brasil – Blog do Catarse

Assinaturas / Geral

Por quê o Assinaturas? – Parte 2 – História e números do Catarse

Seguindo nossa série sobre a sua decisão de iniciar um Assinaturas, que começou mostrando a importância de gerar canais de monetização a partir do próprio público, iremos contar agora um pouco da história do financiamento coletivo no Brasil.

 Esse movimento, que se iniciou justamente com o objetivo de viabilizar projetos criativos através da relação entre o criador e o público, está fundamentalmente ligado ao surgimento do Catarse no Brasil.

 

Senta que lá vem história

Em 2011, o Catarse e o crowdfunding brasileiro nasceram de um sonho de diferentes pessoas que convergiram em um propósito claro, potente e necessário para a época: tirar projetos do papel (ou colocar, né livreiros?). Queríamos ver mais diversidade na produção criativa, social, empreendedora e científica do país, bem como oferecer uma alternativa aos meios tradicionais de captação de recursos, afogados em burocracias e desgastados pela incapacidade de acompanhar o ambiente de mudanças acelerado que o advento da internet havia fomentado nas últimas décadas.

Nascia o crowdfunding brasileiro.

Com o passar dos anos, nossa visão sobre o mundo conferiu a esse propósito a identidade catártica. Gostamos de ver coisas bonitas acontecerem, prezamos pela paixão no nosso fazer e acreditamos que independência, colaboração, autonomia e coragem são valores capazes de mover montanhas. Como resultado disso, perto de completar 8 anos de existência, temos uma marca reconhecida e confiável em todo o cenário criativo brasileiro, que opera de maneira colaborativa junto a sua comunidade de realizadores, com robustez técnica (nesses 8 anos, podemos contar em uma mão as vezes que ficamos fora do ar o.O) e que possibilitou reunir mais de 540 mil pessoas que, juntas, arrecadaram 90 milhões de reais e deram vida a mais 8500 projetos (e esse números continuam crescendo).

 

O Catarse Assinaturas

Em 2017, já tendo as mecânicas de financiamento tudo-ou-nada e flexível bem estabelecidas, resolvemos expandir nosso horizonte, já que tirar projetos do papel não era mais o bastante.

Nós tínhamos – e continuamos tendo – uma visão que era preciso oferecer a possibilidade de que projetos, além de saírem do papel, prosperem, tenham continuidade e mantenham aquecidas as relações com suas comunidades, possibilitando criar uma monetização recorrente através da própria base de fãs.

Sabíamos que estávamos propondo uma modalidade que já pode ser encontrada em outras plataformas, porém era nítido (e ainda é) que esse modelo está apenas engatinhando no Brasil e que se imprimíssemos nosso amor, dedicação e qualidade seria possível oferecer uma opção melhor a todos os criadores do Brasil.

Dito e feito!

Ao longo deste ano, já atingimos um marco importante nessa jornada: hoje já somos mais de 5000 pessoas que, juntas, distribuem mais de R$120.000 todo mês para as criadoras e criadores do Catarse Assinaturas.

No entanto, nosso maior orgulho é ter um produto robusto, que gera alto índice de satisfação, sendo que muitos já nos recomendam para outros criadores.

E não paramos por aí, vocês vão ler na parte 3 – como se deu a construção e como seguimos construindo o Catarse assinaturas.