Financiamento coletivo no Brasil – Blog do Catarse

Posts by Anthony Ravoni

Geral

Lembrar é resistir – 50 anos do golpe e os filmes sobre a ditadura no Catarse

Ditadura Assassina

Em 1979 o Brasil ainda vivia sob o julgo da ditadura militar, mas já dava tímidos passos rumo ao tão aguardado processo de redemocratização. A tensão ainda estava no ar. Ninguém sabia ao certo qual seria o destino legal dos crimes que o Estado teria cometido durante o regime. O temor era que algumas das principais provas, os documentos produzidos pelo próprio governo, fossem “acidentalmente” perdidos, incendiados ou triturados ao apagar das luzes. Então, um grupo de advogados e ativistas resolveu colocar um ousado plano em ação: iam copiar secretamente esses documentos embaixo dos narizes dos militares e arquivá-los.

Continue reading

Geral / Histórias de Projetos

Carnaval: festa e financiamento coletivos

Desfile de 2012 do Bloco Fogo e Paixão que foi coletivamente financiado no Catarse. Crédito: Eduardo Leite

Desfile de 2012 do Bloco Fogo e Paixão que foi coletivamente financiado no Catarse. Crédito: Eduardo Leite

A categoria com maior taxa de sucesso do Catarse é a de Carnaval. Todos os 11 blocos carnavalescos que já passaram pela plataforma conseguiram atingir as metas de arrecadação. Para nós, esse dado faz todo o sentido: é uma festa coletiva por essência. De pequenos cordões a desfiles de escolas de samba, são todas experiências colaborativas fruto do trabalho conjunto dos seus integrantes. Esse esforço coletivo sempre se estendeu até o próprio financiamento das atividades.
Continue reading

Geral / Histórias de Projetos

Financiamento coletivo e a quebra
dos estereótipos femininos

Beleza Real Luta

Quando ganhou uma linda boneca gordinha e a apelidou carinhosamente de “Negahamburguer”, a pequena Evelyn nem imaginava que ela a inspiraria a criar o projeto Beleza Real para apresentar, por meio de intervenções urbanas, livros, objetos e outras ações, histórias de mulheres que sofreram algum tipo de discriminação por pressões de padrões sociais de beleza. Tampouco podia imaginar que anos mais tarde quase 700 pessoas se identificariam tanto com a ideia que juntariam R$ 40 mil para que ela fizesse um livro de ilustrações baseado em relatos de mulheres que buscam a liberdade de viver suas próprias belezas livres de padrões e preconceitos.
Continue reading