Financiamento coletivo no Brasil – Blog do Catarse

Posts tagged Financiamento Colaborativo

Geral / Histórias de Projetos

Carnaval: festa e financiamento coletivos

Desfile de 2012 do Bloco Fogo e Paixão que foi coletivamente financiado no Catarse. Crédito: Eduardo Leite

Desfile de 2012 do Bloco Fogo e Paixão que foi coletivamente financiado no Catarse. Crédito: Eduardo Leite

A categoria com maior taxa de sucesso do Catarse é a de Carnaval. Todos os 11 blocos carnavalescos que já passaram pela plataforma conseguiram atingir as metas de arrecadação. Para nós, esse dado faz todo o sentido: é uma festa coletiva por essência. De pequenos cordões a desfiles de escolas de samba, são todas experiências colaborativas fruto do trabalho conjunto dos seus integrantes. Esse esforço coletivo sempre se estendeu até o próprio financiamento das atividades.
Continue reading

Dados / Geral / Novidades Catarse

Pesquisa Retrato Financiamento Coletivo: andamento e obrigado pelas 2.700 respostas

logo id visual

 Após quase três anos de operação, podemos dizer que conhecíamos pouco os apoiadores e realizadores que resolveram compartilhar sonhos através do financiamento coletivo das suas ideias. Não sabíamos ao certo quem eram, o que pensavam e como se comportavam os pioneiros do crowdfunding no Brasil. Como grande salto no longo processo de entender melhor não só os usuários do Catarse, mas todos os adeptos do novo modelo, fizemos a pesquisa “Retrato do Financiamento Coletivo no Brasil”, em conjunto com a Chorus, empresa de pesquisa com foco em projetos ligados à cultura e sociedade e grande parceira nesse projeto.
Continue reading

Dados / Geral

10 milhões

banner_site_36fotos_7-01

Começamos a contagem rumo aos R$10 milhões no dia 23 de julho de 2013, quando atingimos a marca de R$9 milhões. O intervalo entre atingir novas casas milionárias vem caindo com o passar do tempo. O primeiro milhão demorou cerca de 10 meses. E esse último, chegou em menos de 45 dias.

Continue reading

Novidades Catarse

Manifesto

O Catarse nasce hoje. Nasce em parte por causa de uma dor: ver gente brilhante, com projetos criativos – dos mais simples aos mais requintados, dos mais lúcidos aos mais extravagantes, dos pequenos aos megalomaníacos –, impossibilitada de fazer os projetos acontecerem por falta de recurso, pelo seu projeto não ser autorizado pelos editais do governo, por não ter patrocínio. E nasce também por causa de uma visão: mesclar a relevância global da internet com uma das mais belas formas de patrocinar as artes: o mecenato. A maneira como as pessoas estão conectadas hoje e as ferramentas que possibilitam essa interação permitem que todos sejamos pequenos mecenas e iniciemos uma revolução.
Continue reading